//
Search

O Que Fazer em Roma em 3 Dias: Dicas para as Quatro Estações

Vamos para Roma! O que ver em Roma em 3 dias, itinerário inusitado

Se você planeja organizar uma viagem a Roma e realizar as férias dos seus sonhos apenas em um fim de semana na “Cidade Eterna”, este itinerário é para você!

Rolando a página para baixo você pode encontrar um resumo das coisas o ver em Roma em 3 dias, o ideal para se apaixonar pela cidade desde a primeira viagem!

Um fato positivo que pode ser encontrado nas várias maneiras de visitar Roma é, uma cidade excelente para ser explorada a pé, sendo assim, melhor forma de apreciar a beleza da cidade caminhando pelas ruas que marcaram a história.

Conhecer a pé e passear pelas ruas sem pressa nessa cidade é como se você viajasse no tempo! … E, depois de se “perder” estradinhas estreitas do centro historico, você pode conhecer tantas atrações de Roma, por exemplo, o Monte Capitolino, a Praça do Capitolio e o Altare della Patria…

A esse ponto, parte-se para este itinerário de o que fazer em Roma em 3 Dias

PRIMEIRO DIA:

Se você chegar de trem, certamente para chegar ao centro histórico, terá que ir à estação Roma Termini. Da estação, você pode acessar as duas principais linhas metropolitanas da cidade: linha A e linha B.

1 – Palazzo Massimo e Museu Romano Nacional

De qualquer forma, da Estação Termini é possível visitar o Palazzo Massimo, ou um dos grandes museus italianos o Museu Romano Nacional:

  • O térreo, dedicado à evolução do retrato romano desde o final da era republicana até o início do Império.
  • O primeiro andar onde é ilustrado o desenvolvimento da imagem imperial desde a época da Flávia até a antiguidade tardia e a escultura mitológica.
  • Segundo andar, dedicado à exibição de afrescos, estuques e mosaicos pertencentes às mais prestigiadas residências romanas.

No porão do Palacete, se encontra modalidades de escultura, pintura, acervo de Numismática é a melhor do mundo em seu gênero, várias coleções privadas e com achados de escavações em Roma e nas regiões vizinhas, ilustrando a história da moeda romana desde suas origens até a atualidade, e joalheria.

2 – Basílica de Santa Maria Maior

A esplêndida Santa Maria Maggiore ou Basílica de Santa Maria Maior é uma das quatro basílicas papais de Roma (as outras são a Basílica de São Pedro no Vaticano, a Arquibasílica de São João de Latrão e a Basílica de São Paulo fora da Muralha (Basilica Papale di San Paolo fuori le Mura).

Esta basílica histórica é dedicada ao culto a Maria em honra a Jesus Cristo, como a história diz que a igreja anterior na qual a basílica foi construída foi inspirada em um sonho pelo papa Libério e pelo patrício Giovanni pela própria Madonna.

Também conhecida como Santa Maria da neve ou como a Basílica da Libéria (do nome do fundador tradicional, o Papa Libério), é uma das quatro basílicas patriarcais de Roma. Colocado no topo do Monte Esquilino, é a única a ter mantido a estrutura original dos primeiros cristãos.

A Basílica é famosa pelos mosaicos do século V d.c. que podem ser encontrados ao longo do arco triunfal e na nave representando cenas do Antigo Testamento, e ainda mais, mostram cenas da “Vida de Maria” e da “Vida de Cristo” entre as quais prevalece uma magnífica de ouro.

3 – O Rione Monti ou Bairro Monti

O bairro de Monti é um dos recantos mais pitorescos de Roma. No centro a Praça della Madonna dei Monti, entre Via dei Serpenti e Via dei Zingari, com a igreja homônima situada na praça. Muitos historiadores acreditam que esse lugar de culto possui origens muito antigas, talvez antes ao séc. IX.

Neste bairro, você pode admirar a beleza de edifícios históricos em Roma, como o Palazzo Brancaccio, o último palácio nobre construído na capital, Uma lenda popular conta que a “Torre de Mecenas”, de onde Nero teria observado, 2.000 anos antes, o Grande Incêndio de Roma, ficava no local onde atualmente está o palácio.

O Palazzo del Laterano, lar do Museu Histórico dos Estados Papais e dos escritórios do Vicariato de Roma e do Casa dos Cavaleiros de Rodes, em uso pela Ordem Militar Soberana de Malta.

Além disso, o distrito de Monte abriga o Palazzo del Viminale, casa do Ministério do Interior, na praça homônima.

Vale a pena conhecer esse bairro, todas as ruas em seus arredores são extremamente agradáveis e, para sentir a verdadeira alma do lugar, o ideal é percorrê-lo a pé, sem pressa e sem medo de se perder. Melhor ainda se sentar-se em uma de suas cafeterias e assistir a vida passar!

4- Mercados de Trajano e Fórum de Trajano

O mercado semicircular era o antigo shopping de Roma e um prédio de escritórios. As lojas e os apartamentos foram construídos em uma estrutura de vários níveis e ainda é possível visitar várias das camadas. O local também abriga um museu de arqueologia e ocasionais instalações contemporâneas. 

No Fórum de Trajano, nas proximidades, está localizada a Coluna de Trajano triunfal, famosa por seu baixo-relevo em espiral, que descreve artisticamente as épicas guerras entre romanos e dacianos. 

Via IV Novembre, 94. Aberto diariamente, 9:30 – 19:30. € 14 (€ 12 reduzidos).

SEGUNDO DIA

Após o primeiro dia de acomodação, é hora de pular para os grandes clássicos!

1 – Coliseu

O Que Fazer em Roma em 3 Dias

O Coliseu, também conhecido como Anfiteatro Flaviano, é o monumento mais famoso de Roma e o mais visitado de toda a Europa.

Foi o maior anfiteatro do Império Romano, hoje junto com todo o centro histórico de Roma, a zona extraterritorial do Vaticano e a Basílica de São Paulo Fora dos Muros.

Foi incluído como Patrimônio da UNESCO, além de se tornou uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

O Coliseu expressa inegavelmente os conceitos arquitetônicos e de construção do início da Era Imperial, que previam o uso da linha curva e envolvente oferecida pela planta oval, com atenção especial às relações estruturais de arcos e abóbadas.

O que posso dizer, entre nesta estrutura verdadeiramente colossal e deixe-se envolver pela densidade de emoções experimentadas pelos espectadores de brigas de gladiadores, caça, batalha, cenas de circo, dramas mitológicos … todos os tipos de shows foram representados no anfiteatro!

2 – Fórum Romano

O Que Fazer em Roma em 3 Dias

Agora você precisa de um tempo para continuar o circuito arqueológico em direção à visita ao Fórum Romano.

O Fórum Magnum é uma área arqueológica de Roma, localizada entre o Monte Palatino, o Capitólio e o Coliseu.

É um verdadeiro achado histórico da civilização romana, na verdade representa seu centro político, jurídico, religioso e econômico.

Pode ser definido em todos os aspectos como o coração pulsante da Roma antiga.

Na civilização romana, o fórum era o ponto de encontro oficial para cidadãos de todos os territórios. O fórum romano nasceu de um pântano, do qual apenas um monumento permanece em memória do único lago (o Lacus Curtius) “escapou” do Cloaca Máxima, o primeiro sistema de drenagem já inventado.

Na área do fórum, todos os grandes edifícios públicos e sagrados de Roma na era republicana, por exemplo, templos (de Tito e Vespasiano, de Concórdia, de Augusto) e Basílica (entre os mais importantes, podemos incluir Emília ou o de Maxêncio e Constantino).

Logo depois, há a área da Cúria, ou o local de reunião do Senado, bem como o centro do poder da Roma republicana. Aqui você pode admirar o Silla e o Comitium. A praça do Comitium é delimitada pelo arco triunfal de Septímio Severo.

O arco do triunfo é uma estrutura que foi construída para seu exército invencível e imparável, que logo após uma longa batalha sangrenta precisou ser purificada antes de espancar o solo sagrado de Roma novamente. Logo depois de passar por essa área, você pode ir para a tribuna Rostri, o lugar para onde os palestrantes foram.

No fórum, ainda assim, é possível admirar o que resta do templo construído em homenagem a Júlio César.

3 – Teatro de Marcellus

Concebido por Júlio César, é um teatro ao ar livre onde os romanos foram capazes de assistir a apresentações de teatro e canções. Por certo, o edifício era o maior e mais importante teatro da Roma Antiga; originalmente poderia conter entre 11 mil e 20 mil espectadores. 

Atualmente, os andares superiores são divididos em vários apartamentos, e seus arredores são utilizados como local para shows de verão; o Portico d’Ottavia fica ao noroeste, levando ao gueto romano, e ao Tibre, ao sudoeste.

4 – Circus Maximus

O Circus Maximus é um antigo estádio romano de corrida de carros e local de entretenimento de massa localizado no vale entre as colinas Aventino e Palatino. Foi não só o primeiro, como também maior estádio da Roma Antiga e seu posterior Império.

Ademais, com 621 m de comprimento e 118 m de largura e podia acomodar mais de 150 mil espectadores. Em sua forma totalmente desenvolvida, tornou-se o modelo para circos em todo o Império Romano. Hoje o site arqueologico é um parque público e local para grandes shows.

TERCEIRO DIA

1 – Cidade do Vaticano

O Que Fazer em Roma em 3 Dias

Cidade do Vaticano é primordialmente uma das coisas para ver em Roma.

Vaticano é uma cidade-estado que está localizada no coração de Roma, lugar de interesse mundialmente famoso, no momento em que inclui os Museus do Vaticano, a Capela Sistina, a Praça e a Basílica de São Pedro.

Chega cedo e siga direto para o Museu do Vaticano com o ingresso sem fila: se você comprar Vaticano, terá a oportunidade de reservar uma janela de tempo com antecedência para pular as filas intermináveis.

Ou por outra opção é reservar ingressos on-line diretamente no site RomaPass, isso também, permitirá que você pule a fila e poupe muito tempo, mas se você planeja ver a maioria das atrações em Roma, essa é a minha opção recomendada (com bilhetes combinados economizam mais). 

As portas do Museu do Vaticano abrem às 9h, então tente comprar um ingresso para a visita nesse horario. O Museu do Vaticano fica realmente lotado quando você se aproxima ao meio-dia, portanto, chegar cedo fará com que você desfrute da tranquilidade por um tempo antes de haver muitas pessoas.

Há muito o que ver nos Museus do Vaticano, são mais de 7 km de exposições distribuídos por dois palácios e três pátios, para que você possa passar muito tempo lá. Entre os meus favoritos estão a Capela Sistina e a fabulosa escada em dupla hélice.

Logo depois, então vá para a Basílica de São Pedro. Mais uma vez, minha recomendação é ter um ingresso que permita que você pule a fila, que nos horários de pico pode se estender por toda a praça.

Você ainda precisará passar pela segurança, mas será uma questão de minutos em vez de horas. Um ingresso sem fila está disponível com o Omnia Rome e o Vatican Pass. Uma vez visitado, você poderá visitar a maior igreja do mundo e o que é considerado um dos santuários católicos mais sagrados.

Eu recomendo fortemente que você suba ao topo da cúpula de onde há vistas esplêndidas sobre toda a cidade, bem como a chance de ver a Basílica de cima.

A Cidade do Vaticano certamente será o destaque do dia; sinta-se à vontade para passar algumas horas explorando o seu lazer. O resto de Roma pode esperar.

2 – Castel Sant’Angelo

Originalmente construído como mausoléu para o imperador Adriano, Castel Sant’Angelo permanece nas margens do rio Tibre há quase dois mil anos.

Nesse período, evoluiu de seu papel inicial de tumba, tornando-se uma fortaleza, depois um castelo e, finalmente, um museu.

Hoje é aberto ao público e você pode subir ao topo, para uma vista esplêndida da cidade.

Você também poderá admirar as técnicas de construção que lhe permitiram sobreviver por dois milênios.

Da primavera ao outono, a última entrada para o Castel Sant’Angelo é às 18h, durante o resto do ano, às 13h.

3 – Piazza del Popolo

De Castel Sant’Angelo, é uma agradável caminhada de vinte minutos pelas margens do rio Tibre até a Piazza del Popolo. Este era o local do portão norte de Roma, e é onde, por incontáveis ​​anos antes de trens, aviões e carros, os viajantes realmente chegavam a Roma.

A partir daqui,  chega-se ao tridente um complexo de ruas formado por três vias retilíneas de Roma,(via del Babuino – via del Corso – via di Ripetta), todas partendo da Piazza del Popolo e divergindo na direção sul, com a estrada central, a Via del Corso, que atravessa o centro de Roma até a Piazza Venezia. Originalmente, esse seria o caminho do portão norte de Roma até o Fórum Romano.

No centro da praça existe um obelisco egípcio, o obelisco Flaminio, que remonta ao domínio de Ramsés II (o faraó que construiu Abu Simbel no Egito), que foi trazido para Roma no séc. X aC e inserido nesta praça no séc. XVI. No lado sul da praça estão as igrejas gêmeas de Santa Maria in Montesanto e Santa Maria dei Miracoli, nas laterais da Via Corso.

ALGUNS CONSELHOS SOBRE O QUE FAZER EM ROMA A NOITE 

O Que Fazer em Roma em 3 Dias

Em Roma, o pôr do sol traz magia inesperada. Um passeio no verão fresco é inesquecível pelo romantismo da Cidade Eterna. Quando os museus se fecham e a multidão se dispersa, Roma relaxa. A cidade – tão grande e monumental durante o dia – se torna íntima e acessível.

Durante minhas caminhadas noturnas romanas, quando o barulho do trânsito diminui, gosto de me sentar perto de uma fonte borbulhante: as ruas do centro de Roma são seguras e convidativas para um passeio ao pôr do sol, e não há melhor maneira de sentir o coração da cidade.

Se você quer ser elegante, faça um passeio em torno da Escadaria Espanhola, área exclusiva para pedestres, muitas marcas de luxo. Para uma atmosfera mais parecida comigo, vá até a Piazza Popolo ou a Via del Corso.

Logo após um agradável passeio, faça uma pausa com um aperitivo. Escolha um bar na cobertura de um hotel para loucura, ou simplesmente sente-se nas mesas externas dos bares. Você pode sentar-se o tempo que quiser, com um aperitivo e apreciar Roma.

Quando chegar a hora do jantar, você descobrirá que os romanos gostam de se vestir, sair e socializar com os amigos.

O animado bairro de Monti (mencionado anteriormente) tem muitos bons restaurantes. Não muito longe dali, na  Via Urbana, na Hosteria La Vacca m’Briaca, que funciona em um prédio de tijolinhos aparentes. A comida é ótima, e os preços são bem baixinhos.

Que tal flor de abobrinha frita com alice, por 3€; mariscos salteados ao vinhos, por 6€; nhoque aos quatro queijos, por 6€; almôndegas ao molho de tomate com feijão branco, por 7€; saltimbocca alla romana, por 8€; e bisteca com batatas, por 11€, considerando ainda que nem couvert nem serviço são cobrados? E aí, que tal?

Este itinerário, certamente, toca apenas os lugares mais característicos de Roma, para ter uma apresentação da cidade em toda a sua beleza!

Será impossível não se apaixonar por ela e se você jogar uma moeda na Fonte de Trevi como um sinal de bom presságio, certamente terá que voltar a Roma Caput Mundi para profundar sua jornada pela história romana!

*********************************************************************************

RESERVA – O Que Fazer em Roma em 3 Dias

Certamente devido à nossa presença real nos aeroportos de Roma, podemos assegurar a oportuna chegadas e partidas nos aeroportos de Roma Fiumicino e Ciampino, ou para qualquer destino. Por consequencia, proporcionamos um serviço de qualidade e sempre a tempo para nossos clientes.

Então, para que realize sua reserva envia os detalhes abaixo do seu serviço transfer para:

Email: [email protected]
Whatsapp + 39 3317334709

Em que aeroporto irá chegar?
Onde você gostaria de ser deixado – hotel, resort ou cidade?
Quando o seu voo chega?
Quando o seu voo sai?
Quantos passageiros no aeroporto de Roma?
Você receberá uma reserva confirmada. Sua resposta por e-mail dentro de 24 horas.

*****************************************************************************

Surpreendentemente dicas de como montar seu roteiro pela Italia

 

Roteiros e Dicas de Viagem para Veneza

Viagem para Veneza – Uma das cidades mais emblemáticas do mundo

Passeio de Gondola em Veneza – Um passeio onde as ruas são água e os carros são barcos

 

Roteiros e Dicas de Viagem para Costa Amalfitana

Roteiro Costa Amalfitana 4 dias – uma viagem dos sonhos em um dos lugares mais incríveis

Costa Amalfitana roteiro para os que gostam de lindas praias em um deslumbrante litoral!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.